domingo, 27 de dezembro de 2009

Papai Noel foi Legal Comigo !




Papai Noel Foi legal comigo ... Legal mesmo. Ganhei vários presentes mas queria destacar um dos melhores , desde o dia 19 de dezembro , oficialmente faço parte do JASBRA (Jane Austen Sociedade do Brasil) tivemos um delicioso encontro aqui em BH e fui presenteada pela amiga Adriana Zardini com o filme Orgulho e Preconceito , que alegria!! agora que estou de férias de tudo ou seja à toa mesmo me dou ao luxo de assisti-lo a qualquer momento e rir , chorar e me emocionar . A turma do grupo tem a fineza britânica , ganhei vários presentes que vou mostrando aos poucos , merece destaque também que no amigo oculto Ganhei da doce Ana Maria o livro "Jane Ayre" de Charlotte Bronte" não é mágico ? sem falar em vários outros mimos que fui agraciada .
Eu também me dei de presente o livro "Orgulho e Preconceito" e "Mansfield Park" este traduzido pela amiga Adriana Zardini , agora poderei viajar nos encantos da literartura de Jane Austen.

sábado, 26 de dezembro de 2009

A Praça e o Natal




Gosto de Natal , muito mesmo , mas acho que eu espero e empolgo tanto com o Natal que no dia mesmo estou um caco de cansada, quero fazer tudo e não faço nada , e acho que sempre


falhei com algo ou alguém . Traduzindo , pra mim o mês de dezembro é melhor que o dia 25 , como dizia minha avó "o melhor da festa é esperar por ela" .




Sou obrigada a passar pela Praça da Liberdade aqui em Belo Horizonte todos os dias úteis , e esse ano acompanhei todo o processo de ornamentação , desde as chegadas das lâmpadas até o toque final ; a praça tá linda !!! Superou !!! Vou procurar mostrar através de fotos mas só indo lá pra ver . A Praça é um ambiente democrático , achava o máximo ao sair da faculdade por volta das 22 e 30 horas passar por lá e ver gente caminhando , famílias com ou sem crianças que saíram de casa para apreciar a beleza iluminada da praça , cachorros sozinhos ou com famílias , tudo , tudo funcionando: bares , barraquinhas de pipoca , maçã do amor , cachorro quente , vendedores de balões , flores , água ... e essa emoção estendia a madrugada toda a qualquer horário se via emoção e entusiasmo e eu sentia ao passar por lá que as pessoas estavam acordadas e que eu estava protegida . Muito bom !!




Quando digo que lá é um ambiente democrático , em especial no Natal , foi porque registrei uma cena linda, voltando para casa nas proximidades da praça o trânsito estava natalino , super congestionado, porém sabíamos que era Natal e era a Praça da Liberdade , desenhando a cena : Um ônibus parou e umas 15 a 20 crianças saíram desse transporte numa alegria inenarrável , o trem da Coca Cola passa nesse momento e todas ficaram encantadas , outro carro (uma Mercedes ) estava parando em fila dupla pra duas crianças descerem e terem tempo de verem o Papai Noel bebendo Coca Cola , essas crianças se juntaram as crianças do ônibus e saíram correndo porém tudo estava tranquilo , tudo valia a pena , todas acreditavam em Papai Noel , todas estavam felizes e todas estavam iluminadas como a Praça , nessa hora eu pensei a praça vale seu nome " É A PRAÇA DA LIBERDADE" !!!




sábado, 12 de dezembro de 2009

Papai Noel dos Correios


Seguindo o exemplo da minha amiga Adriana Zardini que postou essa divulgação no seu blog , venho aqui aderir a campanha e divulgar também aos amigos .
Segue as dicas :
O que é: O projeto Papai Noel dos Correios é uma ação corporativa, desenvolvida em todas as 28 diretorias regionais , que tem como foco principal o envio de carta-resposta às crianças que escrevem ao "Papai Noel". O objetivo central é manter a magia do Natal.
A quem se destina ? O destinatário do projeto é a criança que envia pelos correios uma cartinha ao Papai Noel. As cartas que partem das comunidades carentes em todo país são separadas e colocadas à disposição da sociedade para quem quiser adotá-las , ou seja, nem todas as crianças carentes serão necessariamente atendidas.
Como é feita a triagem ? Inicialmente são descartadas as correspondências que não contêm remetentes ou com endereços repetidos. Portanto, não adianta mandar mais de uma carta, pois não se trata de sorteio. Assim, é importante o correto preenchimento do nome e endereço do destinatário, com CEP. Cartas de adultos não são atendidas, bem como pedidos de medicamentos, celular, MP3, DVD, notebooks e afins. Os critérios de atendimento de pedidos são razoabilidade e possibilidade.
Cada regional tem um método de trabalho para classificação e seleção das cartas destinadas para adoção, considerando diversos fatores tais como: tamanho da área abrangida, número de correspondências, número de adoções, número de voluntários envolvidos, etc.
Em 1997, a iniciativa transformou-se em projeto corporativo, passando a ser desenvolvida em todas as 28 Diretorias Regionais da Empresa. Em 2008, os correios receberam 1.078.711 cartas, das quais 464.481 foram adotadas e 365.446 respondidas.
Quem pode colaborar? Todas as pessoas da sociedade podem colaborar, tanto como voluntários para auxiliar na leitura e triagem das cartas, como para adotar um pedido. Para isso, basta entrar em contato com os correios de sua região.
Os interessados em adotar uma cartinha podem procurar, de 09 de novembro a 18 de dezembro, em uma unidade dos Correios mais próxima de sua casa.

caracol

De vez em quando me sinto um caracol,feliz como este do desenho ....
Vou andando pela vida devagar e sempre... preciso parar quando necessário , me recolher, recuperar o fôlego , o entusiasmo , a energia e sorrir como sempre, isso me acalma !!!
Não questiono mais nada da vida , acho que tudo tem um motivo e cabe a mim ter sabedoria para descobrir e aceitar o porquê foi comigo. No dia 27 de novembro, resolvi sair mais cedo da faculdade, estava muito cansada e assisti somente a primeira aula , ao sair no corredor duas amigas me pediram carona , fato engraçado .. brinquei com elas pensando se iria ou não deixá-las na rodoviária , o pedido delas não era propriamente uma carona era uma entrega rsssssss , eu não passava por aquele local e ainda por cima erramos o caminho , tudo tranquilo até aí, e as meninas são super gente boa... merecia a carona !!!
Cheguei em casa a minha rua e o prédio parecia um seriado policial de TV americana , tinha policiais pra todos os lados , trânsito impedido e eu não podia entrar na minha garagem , houve troca de tiros e um assaltante morto na garagem ... cena horrível de se ver e passar .
Meu prédio tinha sido assaltado por volta das 20 horas, por assaltantes super bem vestidos e de boa aparência. Eles estavam de carro parados na porta do edifício esperando o primeiro morador que entrasse pela garagem , devido a carona e o desvio do caminho não fui eu a "sorteada" , infelizmente renderam meu vizinho super gente boa e que por "sorte" estava acompanhado de um amigo que era policial. Balanço da noite : troca de tiros , um assaltante morto na garagem , reportagem e jornalistas ....
Agradeço todo dia por estar viva , fico triste pelo crime. O perfil dos assaltantes não era de pessoas sofridas. Eram oportunistas, não havia necessidade de furtar , não aparentava passar fome , dificuldade financeiras, tinham total condições de trabalhar e prorrogar mais tempo de vida . O balanço da noite foi: um morto, um ferido fugitivo e um prédio abalado pelo crime estacionado na garagem ...
Quem me conhece sabe que eu mantive a calma, no sábado não parava de chorar , chorava por tudo, até com o som de um EU TE AMO !!!!

De Volta


Estou de volta e recuperada , dei um tempo em tudo para respirar e carregar minhas energias , agora, estou disposta a receber as surpresas que a vida me reserva. Quase um mês sem escrever aqui no blog gostaria de "esclarecer" meu ponto de vista e em particular me dar ao luxo de como dona desse blog poder fazer seleção.
Primeiro quero mandar um abraço para o anônimo que entrou no meu blog e dizer que eu sem quem é , o anônimo é anônimo só pra ele ... postei todos os comentários que você fez , mas a partir de hoje não postarei nenhum comentário anônimo em minha página , pode ser me elogiando , acabando comigo , dizendo que me ama ou que me odeia , o conteúdo não importa , pra mim o que importa é a pessoa ter o caráter de escrever e assinar embaixo ... quem sabe assim eu possa convidar o (a) comentarista para beber um chopp e olharmos nos olhos e discutir as diferenças.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Imperfeita


Transcreverei aqui um texto de Martha Medeiros, que li , amei e farei adaptações de acordo com minha vivência , experiência e crença . Segue :
Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que é preciso fazer, como boa profissional, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho a minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema , pago minhas contas, respondo a toneladas de e-mails, faço revisões no dentista, mamografia,compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço unhas e depilação!
E, entre uma coisa e outra, leio lvros (amo).
Portanto, sou ocupada, mas não uma workaholic.
Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.
Primeiro: a dizer não.
Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer não. Culpa por nada aliás.
Existe a coca zero, o fome zero, o recruta zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.
Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros.
Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram era que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.
Você não é Nossa Senhora.
Você é humildemente uma mulher.
E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter agenda lotada, não é ser politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável . É ter tempo.
Tempo para fazer nada.
Tempo para fazer tudo.
Tempo para bisbilhotar uma loja de disco.
Tempo para dançar sozinha na sala.
Tempo para sumir dois dias com seu amor.
Tmpo para uma massagem.
Tempo para ver novela.
Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de beleza.
Tempo para fazer um trabalho voluntário.
Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.
Tempo para conhecer outras pessoas.
Voltar a estudar (está sendo ótimo)
Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.
Tempo principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.
Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.
Existir, a que será que se destina?
Destina-se a ter tempo a favor, e não contra.
A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada.
Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.
Precisa respeitar o mosaico de si mesma , privilegiar cada pedacinho de si.
Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo!
Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência , senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.
Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C.
Mas, se você precisar vender a alma ao diabo para ter tudo isso , francamente, está precisando rever seus valores.
E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira mar e o rosto lavado podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante.

domingo, 15 de novembro de 2009

Livro da Minha Irmã




Apresento a vocês o livro didático de matémática do 6º ao 9º ano escrito por ninguém menos que minha irmã: "Cecília Resende Alves", Matemática Em Foco - Editora FAPI.
Além de acreditar na competência da Ciça, admiro seu empenho e dedicação em tudo que faz e muitas vezes enquanto estava escrevendo essa coleção , ela me deixou de lado rsssssssss ... e dizia quando eu telefonava "não apareça aqui hoje , você fala demais e não posso te dar ouvidos" valeu a pena , tá ai mais uma obra concretizada em sua vida, parabéns maninha , sucesso sempre , sou orgulhosa de ti !!
Aos amigos professores vale a pena conferir o material , segue os dados :
Matemática em Foco - 4 volumes com jogos eletrônicos, banco de questões, atividades extras, jogos para impressão , slides para apresentação em Power Point, CD-Ron . Editora FAPI . www.editorafapi.com.br.

Sobre a vida ...


"A vida tem sua própria sabedoria.Quem tenta ajudar uma borboleta a sair do casulo a mata. Quem tenta ajudar o broto a sair da semente o destrói. Há certas coisas que têm que acontecer de dentro para fora."

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Caso Uniban


Estou tentando escrever sobre o caso da roupa na Uniban a um bom tempo, mas não estou conseguindo me expressar bem quanto eu queria , até que tive a oportunidade de ler "Contardo Calligaris" na folha de São Paulo e vou transcrever o seu artigo, pois ele foi extremamente justo ao narrar o episódio. Faço aqui meu comentário aos estudantes, cuidado: Há muitas, mas muitas faculdades picaretas que estão mais preocupadas com a roupas dos alunos que com a aprendizagem : valorizem seus diplomas!!
A turba da UNIBAN
Contardo Calligaris
As turbas tem um ponto em comum: detestam que a mulher tenham desejo próprio
Na semana passada, em São Bernardo, uma estudante de primeiro ano do curso noturno de turismo na Uniban (Universidade Bandeirante de São Paulo) foi para a faculdade pronta para encontrar seu namorado depois das aulas: estava de minivestido rosa,saltos altos, maquiagem - uniforme de balada.
O resultado foi que 700 alunos da Uniban saíram das salas de aula e se aglomeraram numa turba: xingaram, tocaram, fotografaram e filmaram a moça. Com seus celulares ligados na mão, como tochas levantantadas, eles pareciam uma ralé do século 16 querendo tocar fogo numa perigosa bruxa.
A história acabou com a jovem estudante trancada na sala de sua turma, com a multidão pressionando, por portas e janelas, pedindo explicitamente que ela fosse entregue para ser estuprada. Alguns colegas, funcionários e professores conseguiram proteger a moça até a chegada da PM, que a tirou da escola sob escolta, mas não pôde evitar que sua saída fosse acompanhada pelo coro dos boçais escandindo: "Puta, pu-ta, pu-ta".
Entre esses boçais, houve aqueles que explicaram o acontecido como um "justo" protesto contra a "inadequação" da roupa da colega. Difícil levá-los a sério, visto que uma boa metade deles saiu das salas de aula com seu chapéu cravado na cabeça.
Então, o que aconteceu? Para responder, demos uma volta pelos estádios de futebol ou pelas salas de estar das famílias na hora da transmissão de um jogo. Pois bem, nos estádios ou nas salas, todos (maiores ou menores) vocalizam sua opinião dos jogadores e da torcida do time de adversário (assim como do áritro, claro, sempre "vendido") de duas maneiras fundamentais: "veados" e "filhos da puta".
Esses insultos são invariavelmente escolhidos por serem, na opinião de ambas as torcidas, os que mais podem ferir os adversários. E o método da esclha é simples: a gente sempre acha que o pior insulto é o que mais ofenderia. Ou seja, "veados" e "filhos da puta" são os insultos que todos lançam porque são os que ninguém quer ouvir.
Cuidado: "veado", nesse caso, não significa genericamente homossexual. Tanto assim que os ditos "veados", por exemplo , são encorajados vivamente a pegar no sexo de quem os insulta ou a ficar de quatro para que possam ser "usados" por seus ofensores. "Veado", nesse insulto, está mais para "bichinha", "mulherzinha" ou, simplesmente, "mulher".
Quanto a "filho da puta", é óbvio que ninguém acredita que todas as mães da torcida adversa sejam profissionais do sexo. "Puta", nesse caso (assim como no coro da Uniban) , significa mulher licenciosa, mulher que poderia (pasme!) gostar de sexo.
Os membros das torcidas e os 700 da Uniban descobrem assim um terreno comum: é o ódio do feminino - não das mulheres como gênero, mas do feminino, ou seja, da ideia de que as mulheres tenham ou possa ter um desejo próprio.
O estupro é, para essas turbas, o grande remédio: punitivo e corretivo. Como assim? simples: uma mulher se aventura a desejar? Ela tem a impudência de "querer"? Pois vamos lhe lemrar que sexo, para ela, deve permanecer um sofriento imposto, uma violência sofrida - nunca uma iniciativa ou um prazer.
A violência e o desprezo aplicados coletivamente pelo grupo só servem para esconder a insuficiência de cada um, se ele tivesse que responder ao desejo e às expectativas de uma parceira, em vez de lhe impor uma transa forçada.
Espero que o Ministério Público persiga os membros da turba da Uniban que incitaram ao estupro. Espero que a jovem estudante encontre um advogado que a ajude a exigir da própria Uniban (incapz de garantir a segurança de seus alunos) todos os danos morais aos quais ela tem direito. E espero que com isso, a Uniban se interrogue com urgência sobre como agir contra a ignorância e a vulnerabilidade aos piores efeitos grupais de 700 de seus estudantes. Uma sugestão, só para começar: que tal uma sessão de "Zorba, o Grego", com redação obrigatória no fim?
Agora, devo umas desculpas a todas as mulheres que militam ou militaram no feminismo. Ainda recentemente, pensei ( e disse, numa entrevista) que, ao meu ver, o feminismo tinha chegado ao fim de sua tarefa histórica. Em particular, eu acreditava que , depois de 40 anos de luta feminista, ao menos um objetivo tivesse sido atingido: o reconhecimento pelos homens de que as mulheres (também) desejam. Pois é, os fatos provam que eu estava errado.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

"O seu pior inimigo é você mesmo!"


Cada um de nós conscientemente busca aquilo que considera a sua felicidade. Para uns é o dinheiro, para outros o status, o conhecimento, a cultura, a beleza, a segurança, a família, o amor... A lista é infinita. Em nível racional todos querem obviamente conseguir os seus objetivos , mas duas coisas podem acontecer então. Ou se obtém o que se desejava e descobre-se após algum tempo que aquilo não trouxe a almejada felicidade ou não se consegue as metas idealizadas e ai mergulha-se na infelicidade. Em ambos os casos fica sempre a frustração . Na primeira situação a reação é tipica é criar-se um novo objetivo externo e a perseguição se reinicia num ciclo vicioso que lembra o cachorro correndo atrás do rabo - nunca o alcança. Como a maioria das pessoas não se permitem ver -se como realmente são, na segunda situação a tendência quase universal é encontrar uma explicação para o fracasso através da projeção externa. O mundo e as pessoas é que são os verdadeiros culpados. "A vida é uma guerra". "Os outros querem sempre me derrubar". "Pobre de mim, que trabalho tanto e luto sozinho e ninguém me ajuda ou compreende". E por esse caminho de auto piedade e autojustificativas cria-se uma falsa sensação de conforto e acomodação que só servirá para mantê-las exatamente como sempre foram, ou seja, continuarão com o jogo do fracassado.
Nisso tudo o que as pessoas não percebem é que há uma verdade que nem sempre é fácil de assimilar à primeira vista: o meu maior inimigo, aquele capaz de causar-me os maiores danos, sou eu mesmo! Ninguém prejudica tanto a mim, como eu próprio! Você é o único responsável por você mesmo, é você quem faz seu destino. Mas aí surge imediatamente uma pergunta: se sou eu quem faço as coisas acontecerem ou não, que parte minha cometeria a loucura de causar dor e dificuldade a mim mesmo? É uma porção muito escondida em seu interior mais profundo que promove o seu processo de autodestruição e que tráz uma mensagem gravada a fogo e ferro: "eu não mereço". É surpreendente, mas incoscientemente nós mesmos nos boicotamos em nossos propósitos por causa dessa crença que nos foi imposta sutilmente na infância. Você já observou como você e quase todas as outras pessoas se sentem profundamente desconfortáveis e constrangidas quando recebem um elogio em público? É incrível, mas temos vergonha de possuirmos alguma característica positiva! E as poucas que não o sentem e pelo contrario estão sempre buscando ser elogiadas, são exatamente as que mais se detestam e têm fome de ouvir elogios porque a sua mensagem interior negativa é muito mais forte ainda! Outro exemplo: quantas vezes você foi assaltado pela culpa, por acusações severas de seu juiz interior nas ocasiões em que , depois de muitas dúvidas você decidiu comprar alguma coisa que você desejava tanto ? Passada a euforia inicial e que geralmente dura pouco, aquelas sensações desagradáveis aparecem e tiram todo o prazer com relação ao presente que você se deu depois de tanto tempo de espera! Mais uma vez: eu não mereço. Isso tudo dá a medida do quanto temos que iniciar urgentemente um trabalho interior que nos leve ao verdadeiro amor e respeito por nossa propria pessoa e que nos permita pensar com tranquilidade e sem nenhuma culpa: "eu mereço sim!" E isso não é egoismo é valorização de si mesmo.
Texto de Willian Rezende Araújo

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Entrevista de Howard Gardner


A teoria das inteligências multiplas causou grande impacto na Educação. Após 25 anos o que mudou?
Durante centenas de anos, os psicólogos seguiam uma teoria: se você é inteligente, é assim pra tudo. Se é mediano, se comporta desta maneira todo o tempo. E se você é burro, é burro sempre. Dizia-se que a inteligência era determinada pela genética e que era possível indicar quão inteligente é uma pessoa sumetendo-a a testes. Minha teoria vai na contramão disso. Se você me pergunta se minhas ideias tiveram impacto significativo, eu digo que não. Não há escolas e cursos Gardner, mas pessoas que houvem falar dessas coisas e tentam usá-las.
As escolas têm dificuldade em acompanhar mudanças como essa?
As instituições de ensino mudam lentamente e estão preparando jovens para o século 19 e 20. Além disso, os docentes lecionam do modo como foram ensinados. Mesmo que sejam expostos a novos conhecimentos, é preciso que eles queiram aprender a usá-los. Se isso não ocorre nada muda.
Como fazer a individualização do ensino numa sala com 40 estudantes?
Realmente é mais fácil individualizar o ensino numa sala com dez crianças e em instituições ricas. Mas, mesmo sem essas condições ideais, é possível: basta organizar grupos formados por aqueles que têm habilidades complementares e ensinar de modos diferentes. Se o professor entende a teoria, consegue lançar mão de outras formas de trabalhar - como explorar o que há no entorno da escola. Se ele acredita que só com equipamentos caros vai conseguir bons resultados em sala de aula, não entendeu a essência do pensamento.
A lista de conteúdos está cada vez maior. Como dar conta do programa e ainda variar a metodologia?
É um erro enorme acreditar que por termos mais a aprender, necessitamos ensinar mais. A questão central é que várias coisas que antes tinham de ser memorizadas agora estão facilmente disponíveis para pesquisa. Colocar uma quantidade cada vez maior na cabeça da garotada é um desastre . Infelizmente, essa é uma prática comum em diversos cantos do mundo. Depois de viajar muito, posso afirmar que o interesse de diversos ministros da Educação é apenas fazer com que seu país se saia bem nos testes internacionais de avaliação. E isso é ridículo.
Qual a sua avaliação sobre a Educação brasileira?
Acredito que, se o Brasil quer ser uma força importante no século 21, tem de buscar uma forma de educar que tenha mais a ver com seu povo, e não apenas imitar experiências de fora, como as dos Estados Unidos e da Europa. O país precisa se olhar no espelho, em vez de ficar olhando a bússola.
Sua teoria inclui um método adequado de avaliá-la?
Gastamos bilhões de dólares desenvolvendo testes para medir o nível que está a Educação, mas eles, por si só, não ajudam a aprimorá-la - simplesmente nos dizem quem está melhor ou pior. Para saber isso, basta olhar para as notas. A diferença dos testes de inteligências multiplas é que é necessários aplicá-los somente naqueles que tem dificuldades. Assim, podemos verificar as formas de ensinar mais adequadas a eles, ajudando todos - e a educação de fato.
Os testes de QI sofreram muitas críticas de sua parte. Por quê?
A maior parte dos testes mede a inteligência lógica e de linguagem. Quem é bom nas duas é bom aluno. Enquanto estiver na escola, pensará que é inteligente. Porém se decidir dar um passeio pela cidade, rapidamente descobrirá que outras habilidades fazem falta, como espacial e a intrapessoal - a capacidade que cada um tem de conhecer a si mesmo, é fundamental hoje.
De que forma essa habilidade pode ser determinante para o sucesso?
Ela não era importante no passado porque apenas repetíamos o comportamento dos nossos pais . Agora, todos necessitamos tomar decisões sobre onde morar, que carreira seguir e se é hora de casar e ter uma família. E quem não tem um entendimento de si mesmo comete um erro atrás do outro.
Qual o desafio do mundo para os próximos anos em relação à Educação?
Estamos vivendo três poderosas revoluções. Uma delas é a globalização. As pessoas trabalham em empresas multinacionais e mudam de país, o que é bem diferente de quando as populações não tinham contato umas com as outras. A segunda revolução é biológica. Todos os dias , o conhecimento científico se aprimora e isso afeta a maneira de ensinar e de aprender. O cérebro das crianças poderá ser fotografado no momento que estiver funcionando , permitindo detectar onde estão os pontos fortes e fracos e a melhor forma de aprender. A terceira revolução é a digital, que envolve realiade virtual, programas de mensagens instantâneas e rede sociais. Tudo isso vai interferir na forma de pensar a Educação no futuro.
O livro "Cinco Mentes Para o Futuro" aborda as características essenciais a ser desenvolvidas pelos humanos . Como isso se relaciona com as inteligências multiplas?
As cinco mentes não estão conectadas com as inteligências e são possibilidades que devemos nutrir. A primeira é a mente disciplinada - se queremos ser bons em algo, temos de nos esforçarmos todos os dias. Isso costuma ser difícil para os jovens, que mudam rapidamente de uma tarefa para outra. Essa mente pressupõe ainda a necessidade de compreender as formas de raciocínio que desenvolvemos : histórica, matemática, artística e científica. O problema é que muitas escolas ensinam somentes fatos e informações.
Como lidar com o excesso de informações a que temos acesso hoje?
Essa capacidade é dominada por um segundo tipo de mente, a sintetizadora. Ela nos aponta em que prestar atenção e como os dados podem ser combinados . É preciso ter critério para fazer julgamentos e saber como comunicar-se de forma sintética. Para os educadores, era mais fácil sintetizar quando usavam-se apenas um ou dois livros.
Qual é o terceiro tipo de mente?
A criativa . Ela levanta novas questões, cria soluções e é inovadora. Pessoas deste tipo gostam de arriscar e não se importam de errar e tentar de novo. Essa é a mente que pensa fora da caixa . Mas você só consegue isso quando tem uma caixa : disciplina e síntese. Por isso, o conselho que dou é dominar a disciplina na juventude para ter mais tempo de ser criativo.
O livro aponta também habilidades associadas a virtudes morais.
Uma delas envolve o respeito - e é mais fácil explicar a mente respeitosa do que alcançá-la. Ela começa com o reconhecimento de que cada ser humano é único e, por isso, tem crenças e valores diferentes. A questão é o que fazemos com essa conclusão. Nós podemos matar e discriminar os diferentes ou tentar entendê-los e cooperar com eles. Desde que nascem, os humanos percebem se vivem num ambiente respeitoso. Observam como os pais se relacionam e tratam os filhos, como os mestres interagem com os colegas e com os estudantes e assim por diante.
Essa última habilidade se relaciona à ética, certo?
Sim. No que se refere à ética, é necessário imaginar-se com multiplos papéis: ser humano, profissional e cidadão do mundo. O que fazemos não afeta uma rua, mas o planeta. Temos de pensar nos nossos direitos, mas também nas responsabilidades. O mais difícil em relação à ética é fazer a coisa certa mesmo quando essa atitude não atende nossos interesses. Ao resumir esses dois últimos tipos de mente, eu diria que pessoas que têm atitudes éticas merecem respeito. O problema é que muitas vezes respeitamos alguém só pelo dinheiro ou pela fama. O mundo certamente seria melhor se dirigíssemos nosso respeito às pessoas extremamentes éticas.
O ideal é que as cinco mentes sejam desenvolvidas?
Sim. No entanto, elas não se adaptam umas às outras de forma fácil. Sempre haverá tensão entre a disciplina e a criatividade e entre o respeito e a ética . Cabe você respeitar colegas e superiores, mas, se eles fizerem algo errado, como agir? Ignorar o fato ou confrontá-lo? Saber conciliar os diferentes tipos de mente é um desafio para a inteligência intrapessoal. Só você pode se entender e achar seu caminho.
Um dos foco de seu projeto Good Work, prevê a formação de bons trabalhadores. Como eles podem ser identificados?
Eles possuem excelência técnica, são altamente disciplinados, engajados e envolvidos e gostam do que fazem. Além disso também são éticos. Estão sempre se questionando sobre que atitudes tomar, levando em conta a moral e a responsabilidade e não o que interessa para o bolso deles. O bom cidadão se envolve nas decisãoes, participa, conhece as regras e as leis : isso é excelência. Por último não tente se eneficiar à custa disso. Há pessoas bem informadas que só promovem o próprio interesse . O bom cidadão não pergunta o que é bom para ele, mas para o país.

Howard Gardner - Inteligências Multiplas


Howard Gardner, se dedica a estudar a forma como o pensamento se organiza, balançou as bases da educação ao defender, em 1984, que a inteligência não pode ser medida só pelo raciocínio lógico-matemático, geralmente o mais valorizado na escola. Há outros tipos de inteligência: musical, espacial, linguística, interpessoal, intrapessoal, corporal, naturalista e existencial.
Gardner tem um novo foco de pensamento, organizado no que chama de cinco mentes para o futuro, em que a ética se destaca. "Não basta ao homem ser inteligente. Mais do que tudo é preciso ter caráter" diz citando o filósofo norte-americano Ralph Waldo Emerson (1803-1882). E completa: "O planeta não vai ser salvo por quem tira notas altas nas provas, mas por aqueles que se importam com ele".
Autor do livro Multiple Intelligences Around the World (ainda não editado no Brasil), defende o comportamento ético.
Frases Marcantes:
"É difícil fazer o certo se isso contraria nossos interesses"
"Os educadores devem conhecer ao máximo cada um de seus alunos e, assim, ensiná-los da maneira que eles melhor poderão aprender."
"Há pessoas bem informadas que só promovem o próprio interesse. O bom cidadão não pergunta o que é bom pra ele, mas para o país."
Transcreverei na próxima postagem uma entrevista que ele deu num Congresso em Curitiba .

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Jane Austen


Farei minha monografia baseada nas obras e nos filmes de Jane Austem , sempre gostei de suas histórias e agora resolvi aprofundar. Estou tendo a ajuda do competente professor Fernando que gostou da idéia e está incentivando ... Portanto vai a dica dos belíssimos filmes baseados em suas obras: Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, Amor e inocência .... e vários outros excelentes que aos poucos vou registrando aqui. Como disse o professor " cuidado, Carmem. Jane Austen é viciante." e é mesmo!!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Fórum das Letras


Vai a dica para essa semana , lembrando a vocês que segunda-feira que vem (2/11/2009) é feriado. Que tal dar uma esticadinha em Ouro Preto , prestigiar e deleitar-se com o Fórum das Letras. Vale a pena conferir, a cidade já é boa, o clima excelente e uma literatura diversificada a deixa melhor .... a programação completa vocês encontram no site www.forumdasletras.ufop.br.

domingo, 25 de outubro de 2009

comer rezar amar

Li em três dias e muito contrariada, pois queria ter tempo para acabar imediatamente e não conseguia. Achei fantástico queria fazer o que ela fez , escolher três países, ficar quatro meses em cada um e vê o que a vida e o inesperado pode nos proporcionar ... me lembrei de Mário Quintana " o segredo é não correr atrás das borboletas e sim cuidar do jardim" assim as borboletas aparecem .

A escritora (Elizabeth Gilbert)foi muito feliz em suas colocações e muito ética na maneira como escreveu e narrou os acontecimentos , foi super sincera e convicta em seus valores e descreveu o cenário de forma que a gente se via como figurante observador .

Deixo aqui uma de suas frases no livro:

"perder o equilibrio às vezes por amor faz parte de uma vida equilibrada."

Em um minuto se vive uma história!!!


Ela me contou que era uma quinta - feira normal, tranquila e sem muitas expectativas pois estava de folga e a única obrigação que teria era ir a faculdade a noite , pois tinha combinado com a turma de dar uma saidinha , afinal já tinha dois anos juntos e nunca tinha saído com a turma ... O local do encontro já era mais que conhecido para ela , aliás foi ela mesma que sugeriu pois a turma não conhecia e seria um diferencial caso gostassem . Assistiram ao show de MPB mineira , músicas muito agradável e a galera muito engraçada pois por mais que o ambiente seja legal em sala de aula nada substitui o papinho informal acompanhado com bebidas e tira gosto. O show já tinha acabado e o papo cada vez melhor e mais profundo sobre a galera da faculdade : valores, familia, vida pessoal ... Até que a conversa da galera foi interrompida por um pedido da mesa ao lado para que tirasse uma foto ...
Ela se prontificou e pediu para bater a foto pois queria sair da conversa , que não conseguia acompanhar ... talvez seria por um choque de gerações . Com o click da fota ela teve a oportunidade de conhecer três pessoas agradabilíssimas, que com muita simpatia dividiu o papo e estavam dipostos a falar um pouco de si. O legal da conversa é que ninguém perguntou o que fazia, o que queria , o papo foi fluindo .... Ela tinha certeza que eram pessoas do bem ... Combinaram de encontrar no dia seguinte à noite e ela aceitou imediatamente o convite de ir a uma casa de pessoas que ela não conhecia e que eram amigas de pessoas que ela conhecia havia menos de 24 horas , algo dizia a ela vá e aproveite ...
Há tempos que ela não tinha uma noite espontânea , tudo ultimamente estava sendo planejado em sua vida : os horários corridos, as viagens , as saídas , até para se sentir cansada tinha horário ... A noite foi mágica, justamente por não ser planejada , foram a uma boite onde as músicas era uma lembrança da boa junventude ... Nirvana, Pearl Jean , Qeem, Metálica ... passaram a noite acordados e ela estava achando tudo muito espontâneo. O dia amanheceu, um dos integrantes ia embora estava aqui pra rever um grande amor e agora tinha que voltar para a vida normal em Tocantins e aguardar o que o tempo irá reservar ... Foi com eles até o aeroporto e percebeu que o que era despedida para uns era encontro para outros , na espera pela partida ela ouviu músicas que coincidentemente estavam registradas no celular do rapaz e automaticamente deixavam aquele dia mais bonito e com mais lembranças . Na volta do aerporto passaram em outra casa de pessoas que ela também não conhecia mas que eram extremamente gentis ... Chegou em sua casa as três horas da tarde , super cansada e feliz , teve uma experiência única ... Independente de qualquer coisa ... qualquer coisa ... ela afirma que valeu a pena e faria tudo novamente , ficou a doce lembrança!!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Mágico ...

"Compreendi que a vida não é uma sonata
que, para realizar a sua beleza, tem que ser tocada até o fim.Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um album de minissonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada a eternidade. Um único momento de beleza e de amor justifica a vida inteira."

Vontade de escrever Shakesperae

"Depois de algum tempo"
Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas . E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com graça de um adulto e não a tristeza de uma criança. E aprende aconstruir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em vão."
Depois de algum tempo, você aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simpesmente não se importam... E aceita que, não importam quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando, e você precisa perdoa-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante , das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe-se que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas que você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a ultima vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm muita influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a prender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre que leva muito tempo para se chegar aonde está indo, mas que, se você não sabe pra onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências. Aprende que paciência requer muita prática . Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute, quando você cai, é uma das poucas pessoas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com os tipos de experiências que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende qua há mais de seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisa são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando se está com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama mais do jeito que você quer não significa que esse alguém não o ama com todas as forças, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, e que algumas vezes, você tem que aprender a perdoar a si mesmo.
E que com a mesma severidade com que julga, será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára, para que você junte seus cacos. aprende que o tempo não é algo que se possa voltar para trás. Portanto plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende realmente que pode suportar... que realmente é forte. e que pode ir mais longe, depois de pensar que não pode mais . E que realmente a vida tem valor diante da vida!!!"

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Status- café, cultura e arte!


http://www.livrariastatus.com.br/
Amo esse lugar!Adoro parar lá e curtir as novidades literárias, o choppinho gelado ou um capuccino especial assim como os coquetéis de café que a casa oferece.
Sempre tem um amigo ou um visitante disposto a dividir um papo ou uma opinião , gente que gosta de lugar assim , muitos livros ,Cds variados, DVDs raros , gente Cult, músicos, professores , estudantes, ou simplesmente apreciadores.
Quinta feira passada fui apreciar uma boa MPB, com a minha amiga Paloma que não conhecia o lugar e resolvi apresentá-la, se ela não gostou fingiu muito bem, rsssss mas foi ótima noite com gente bacana , regada de boa música.
Agradeço o carinho e recepção do Ivan (host) que sempre de bom humor me atende e nos recebe de braços abertos.
Vai ai o endereço: Rua Pernambuco, 1150. Savassi.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Um dia sem rir é um dia desperdiçado!!


Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem pra me dar a mão
Há um passado no meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão
E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade, alegria e amor
Pois não posso
Não devo
Não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal
Bola de meia, bola de gude
O solitário não quer solidão
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem pra me dar a mão
Milton Nascimento/ Bola de meia, bola de gude

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Parabéns

Parabéns e um beijo especial a LUANA da Facu.
Hoje é seu niver tenho certeza que ela está atarefada e muito emocionada com os excessos de carinho que lhe serão oferecidos .
Beijo grande a noite a gente se fala !!

domingo, 4 de outubro de 2009

Meus amigos


Merecem muitos beijos esses meus amigos , afinal eles são bonitos por dentro e por fora...
Vinicius e Renato , agradeço por vocês fazerem parte da minha vida e me proporcionar ótimos finais de semana , com boas risadas .
beijos .... beijos... beijos....

Beijos


Aproveito para mandar um grande beijo aos meus amigos Renato e Vinicius , eles sempre acompanham o meu blog e me cobram uma nova postagem .Gosto muito de vocês , adoro bater papo , rir e chorar com vocês e ir no veím safado . desejo tudo de bom pra vocês. Beijos... beijos... beijos....

Discurso do Publicitário Nizan Guanaes


Como paraninfo de uma turma de formandos em Administração de Empresas na Bahia.
Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, sou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns.Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos aqui vai alguns, que julgo valiosos.
Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo coração. Procure fazer o melhor. seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência. Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha. Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar. E tudo que fica pronto na vida foi construído antes na alma.
A propósito disso, lembro-me uma passagem extraordinária, que descreve uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos disse: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo. E ela respondeu: Eu também não, meu filho."
Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza,muito pelo contrário. Digo apenas que pensar em realizar tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.
Meu segundo conselho: pense no seu país. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si. Afinal é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo. O caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada. Os pobres vivem como bichos e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega a viver como homens. Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico Paraguassú. Que era ficção, mas hoje é realidade, na pessoa de Geraldo Bulhões, Denilma e Rosângela sua comcubina.
Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito. É exatamente isso que está escrito na carta de Laudicéia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito.
É preferível o erro à omissão. O fracasso, ao tédio. O escândalo ao vazio. Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso. Colabore com seu biógrafo. Faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.
Tendo consciência de que, cada homem foi feito, para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma revolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides e versos e descobrir continentes e mundos, e caminhar sempre , com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra. Não use Rider, não dê férias para seus pés. Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: eu não disse!, eu sabia!
Toda família tem um tio batalhador e bem de vida. E, durante o almoço de domingo, tem que aguentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo o que ele faria, se fizesse alguma coisa. Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta de noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansear, não sabem perder a pose, porque não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar.
Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. De 8 às 12, de 12 às 8 e mais se for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo. Evita o ócio, que é morada do demônio, e constrói prodígios.
O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles trouxas dos japoneses.Porque aqueles trouxas japoneses que trabalham de sol a sol construíram em menos de 50 anos, a 2º megapotência do planeta. Enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho.
Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam. Porque você vai trabalhar enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas, mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão.
E isso se chama sucesso.
Por último, peço-lhes que, em tudo que fizerem, no trabalho e fora dele, amem e honrem a Bahia. Amém a Bahia sobre todas as coisas, exceto DEUS. Terra especial, verdadeiramente mágica, esta cidade já era a capital do Atlântico quando Nova York era uma vila. 70%dela é negra. E o negro deu a ela tudo especial que ela tem , com exeção do mar.
Pois, façamos nós, administradores de hoje, uma Bahia racialmente democrática, orgulhosa de si mesma. E que o exemplo de Maria Quitéria, Joana Angélica, de nossos pais que lutaram por nós em Itaparica, nos inspirem uma Bahia guerreira. A Bahia que conduziu o Brasil à independência, conduza agora o Brasil à prosperidade. Ama a tua terra. Cada pedra desta cidade é sagrada. Cada pedaço dela foi erguido com sangue . Ninguém tem mais motivos pra ser herói que um baiano. Poucas terras foram agraciadas com tanto motivo para viver e para morrer. Com poucos, Deus foi tão generoso em riquesas e talentos. Num mundo conturbado, temos alegria. Nem a Suíça em sua fartura pode competir com esta Bahia pobre, que canta, sabe Deus porque e como.
Por isso mesmo, meu amigo, não tenha medo em nenhum momento do seu percurso. Mesmo que você não creia, haverá sempre a seu lado um orixá.Um ser encantado. Fazendo milagres a seu pedido. Encantando os estrangeiros com seu jeito e seu sotaque. Derretendo a má vontade com seu sorriso. Porque, mesmo que você não mereça, Deus decidiu, sabe lá porque, lhe proteger. E, tendo tanto lugar nesse mundo para colocar você, o criador lhe tirou da fila e, sabe lá porque, lhe deu uma senha privilegiada e a responsabilidade de nascer na Bahia.
(arrumando as gavetas, reencontrei esse texto do Nizan, é do ano 2000, morava em Uberlândia, e adoro!)

domingo, 27 de setembro de 2009

Restaurante ARMAZÉM - Praia de Pirangi do Norte


Hoje é aniversário do meu amigo Otto , me deu uma saudade enoooooooooorme dessa figura, aí pensei vou indicar o restaurante (pra mim- buteco) com a cerveja mais gelada da região de Natal- RN para a galera que lê meu blog.
Segue a propaganda: Vá a Natal a cidade do sol e do sal, além de ser belíssima a cidade você deve ir ao restaurante ARMAZÉM , dos meus amigos Otto e Márcio - fica na Praia de Pirangi do Norte onde tem o maior cajueiro do mundo , na pracinha em frente a igreja (otto me fala o nome da igreja aí vai?!)
Um pouco sobre esses meninos: gente do bem, de Uberlãndia (que tanto amo também) bom de prosa, alegres, extremamentes cativantes, acompanhados com uma cerveja a conversa estende até a madruga ... foram pra mim , uma espécie de "padrinhos" lá em Uberlândia , abriram a porta de sua casa e da cidade , me acolheram e me abraçaram ... Depois me deixaram e foram cativar Natal . Amo esses meninos e estou com muita saudades!!! Nossa o macarrão com alho e brócollis e a berinjela recheada que o Márcio faz é um espetáculo!!! bjs muito beijos ... Vale a pena conhecer o buteco e essas figuras !

sábado, 26 de setembro de 2009

Dois anos sem papai ...


Quarta feira passada dia 23 de setembro fez dois anos que o papai foi para a montanha encantada como diz Rubem Alves, a Ciça faz um encontro na casa dela para compartilharmos nossas lembranças , nossa saudade e nossa tristeza que é reconfortada com o abraço dos amigos.
Fiquei encantada , a Ciça escreveu um poema de uma forma tão especial que ela pintou o papai com as letras .... veja a seguir :
Salvador, você conheceu?
Meu pai era orgulhoso e altivo, mas de uma humanidade que nunca mais vi em ninguém.
Meu pai era um pouco melancólico, mas, às vezes, em certos momentos tinha uma alegria infantil.
Meu pai era urbano, mas amava a natureza e a pesca.
Meu pai era severo, mas tinha um amor absoluto ao próximo.
Meu pai era realizado profissionalmente, trabalhava por amor e era o melhor no que fazia.
Meu pai era de uma inteligência nobre, mas tinha o coração humilde.
Meu pai era um homem um tanto seco, mas tinha um amor absoluto pela família.
Meu pai não tinha hábito de me abraçar, mas as vezes me deitava um olhar de amor que dispensava qualquer declaração.
Meu pai era protetor, mas me deixou seguir o meu caminho.
Meu pai era protetor, mas me deixou seguir o meu caminho.
Meu pai sempre foi reservado para falar de seus sentimentos, mas um dia tentou transpor essa barreira de "fortaleza".
Meu pai me incentivou a escrever. A pensar. A contestar. A ter coragem. A assumir meus erros. a ser eu mesma. a ser nobre. A ser honesta. A ter caráter. A ser independente. A brigar quando necessário, a levantar a cabeça depois da queda. A ser um pouco melancólica, a falar palavrão, a gostar de flores, de cachorro, de galinhas, a amar o Cruzeiro.
Do meu pai herdei um gênio forte, uma personalidade um pouco rebelde, uma dor nas costa terrível , uma indignação com muitas coisas, o desprezo por outras, uma certa inflexibilidade, a tendência a sonhar, a sensibilidade, o orgulho, o amor pelas palavras escritas. a transparência no contentamento e no descontentamento, o gosto por ouvir Altemar Dutra e Moacir Franco, a necessidade de ficar sozinha às vezes, a paixão por comida com caldo, o pânico de lugares fechados, o medo da solidão, e milhões de outras tantas coisas que não me vêem à cabeça nesse momento.
Penso nele todos os dias. Tem dias que choro. Noutros apenas lembro. De coisas ruins, de coisas boas, de algumas conversas, de coisas do cotidiano. Da camisa polo listrada que ele mais gostava, dele sentado nosofá da sala assistindo televisão, do seu delicioso cheiro de macacão com graxa, do som da sua voz, da sua mão (a mão de homem mais forte que eu já vi), dos seus olhos grandes e cor de mel, onde ele não conseguia esconder nada.
É uma saudade. Um vazio não tê-lo mais. Saudades até das brigas, das diferenças, dos desacertos. É, brigávamos muito porque sempre fomos parecidos. Amor e ódio. Mas o amor sempre superava e prevalecia.
Meu pai era um homem contraditório, cominúmeras qualidades e defeitos, inúmeros acertos e falhas, mas era todo ele só amor.
Meu pai era um homem singular, e quando me olho no espelho vejo nitidamente uma parte dele refletida em mim. É assim que ele deve ser lembrado!
Cecília Resende Alves (minha irmã)

domingo, 20 de setembro de 2009

Distante todo mundo é legal !?

Distante todo mundo é legal?
Fica aqui a pergunta, conheço pessoas que homenageam colegas depois que mudaram , mas quando aqui estavam sempre falaram mal , aliás eu é que estou com problemas, conheço pessoas que falam mal de outras em qualquer lugar basta ela não precisar ou não estar por perto do "alvo" que irá ser comentado... aí eu questiono: prestem atenção companheiros do mesmo jeito que falam mal de mim, falam de você também, não se iludam achando que ela está te defendendo, ou que irá te defender, sem chances o que interessam a essas pessoas é ter casos para contar... e se sair bem na "foto" geralmente são muito bacanas, aceitam tudo, tem vários amigos, concordam com tudo, nunca se estressam ou questionam seu comportamento, tá sempre de bem no momento, depois no dia seguinte é a primeira a falar mal de ti. Já tive conhecidos , acreditem: adultos, formados , casado com filhos que mentiam para a mãe falando que estavam trabalhando e estavam na minha casa batendo papo mas precisavam dessa auto afirmação pra continuarem a ser felizes pelo menos por fora, não acredito que alguém possa ser feliz sacaneando com os outros, mentindo a respeito de alguém. É melhor mentir sobre a vida do outro, assim você não enxerga a sua verdade.Tenho uma maravilhosa amiga (cynthia Lobato) romântica por natureza, assim como eu , me lembro que quando ela voltou de Patos de Minas e iria para Orlando, uma conhecida minha que nunca conheceu a Cynthia desabou a criticá-la por ela estar colocando as fotos dos lugares e da vida que essa minha amiga teria ... um tempo depois aconteceu a mesma coisa com a pessoa que a criticava mas acho que até hoje não caiu a ficha na fulana ... Enquanto a gente critica os outros não se dá tempo de observar a propria vida, tenho pena de gente assim e me afasto, não me interessa se está bem ou mal mas fico com a certeza que valeu a pena ter me afastado dessa pessoa , pois foi falsa comigo e continua sendo falsa também com sua família, filhos, maridos, amigos... e outros conhecidos que irão admirar temporariamente " mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira" pra essas pessoas o importante não é ser feliz e sim parecer feliz , agora fica a pregunta: será que engana quem ?

sábado, 19 de setembro de 2009

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A arte de receber!!


Bom mesmo é ir a uma festa em que a anfitriã te abraça e te acolhe, assim foi o aniversário da amiga Darci, comemorado no sábado em sua casa. Tudo perfeito! a decoração em lilás e branco, Dj sabendo colocar a galera pra dançar na hora certa e com a seleção das melhores músicas, bebidas para todos os gostos, o buffet sensacional, a agradabilidade de toda a família, a boa energia e alegria contagiante dos convidados, enfim a festa foi a "cara" da aniversariante. PARABÉNS!

Dica de livro


Acabei de ler o livro MULHERES Por que será que elas...? De Leila Ferreira.
Ganhei de presente do casal Ana e Jair . O livro é leve igual aos nossos bate papos com cervejinha na casa da Ciça. Gostoso de ler, fácil de interpretar, ótimo para dar boas risadas,sempre tem um caso que a gente se identifica,quanta neurose, quanta tensão nos mulheres passamos por um encontro , que acreditamos ser o único. Recomendo principalmente aos homens, eles deveriam ler e valorizar nossas crises existenciais ,tudo para ficar com eles !!

Dez coisas que levamos anos para aprender


1- Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa.
2- As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
3- Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
4- A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
5- Não confunda sua carreira com sua vida.
6- Jamais, sobre qualquer circunstância, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
7- Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana não atingiu ( e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões"
8- Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental."
9- Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
10- Lembre-se: Nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a arca. Um grupo de profissionais construiu o Titanic.
Luiz Fernando Veríssimo

Crise existencial nas escolas !


Sexta-feira passada recebi uma triste notícia informando que uma amiga, professora, super educada sofreu violência na escola que trabalha.O aluno colocou uma bomba caseira na mesa da professora e alegou que era uma brincadeira, a professora tinha apenas 4 dias que trabalhava nessa nova escola, 4 dias!!Ela me contou que na quarta-feira, ao pedir o aluno para ficar calado, ele "vomitou" vários palavrões , depois ele por conta propria ia sair da sala e ela informou que se ele saísse ele não entrava mais e continuou a dizer os piores palavrões, ela queixou com o Diretor sobre a postura do aluno e aguardou os acontecimentos que terminou no hospital.
Fiquei pensando... A sociedade culpa os governantes quando são assaltados, pelo caos, pela violência na cidade e no país, mas deveríamos olhar as pequenas administrações começando na administração do lar e da família, os pais não estão dando conta de administrar seus filhos,não exigem limites, não corrigem e estão deixando pro mundo.. seja o que Deus quiser!
Pessoal...acorda: o dia tem 24 horas, quatro o menino está na escola, o restante é com a família e ainda querem colocar a responsabilidade de educar para a escola? quem educa é a família. A escola oferece suporte para aprendizagem , conhecimentos e habilidades que farão diferenças na vida do aluno ao enfrentar o mercado de trabalho.
É sabido que a casa tem a cara do morador, a empresa tem a cara do chefe, a criança reflete nos lugares onde passa a forma como age em sua casa e trata as pessoas da mesma forma como é tratada em casa.
Pais estão convivendo com palavrão e estão achando a coisa mais normal, acreditam até que é brincadeira.Vêem um filho fabricar bomba caseira e acha incrível... Eu mesma já fui questionada por uma mãe em dia de reunião me perguntando se o filho dela (9 anos) está frequentando as aulas. Fiquei chocada! Ela me informou que não sabe se ele vem as aulas e que ele mente muito.
Não me assusto ao ler nos jornais que o menino matou os pais, antes disso se olharmos o passado dessa criança com certeza vamos ouvir casos de que ele batia nos primos, na irmã, na turma da rua, nos colegas da escola, nos professores... aí chega o dia que matam os pais quem sabe alguém enxerga ou escuta esses meninos que se não foram punidos em casa com certeza serão punidos na vida com o tempo. Tenho um amigo em Uberlândia que diz aos filhos que é melhor apanhar dele do que da policia.
Mas o objetivo aqui é fazer uma análise da conduta escolar. Ao ler a matéria dessa agressão no jornal, fiquei chocada com a postura do diretor da escola, ele informou que a professora é muito exigente. Alguma coisa está errada na escola, a professora é considerada exigente porque dá aula? porque quer trabalhar? A informação ficou vaga e quero questionar a postura dos diretores escolares . Ando muito preocupada com a direção da escola pública, com o perfil dos diretores e a forma de administrar a escola, deixo aqui o meu desagrado a respeito de eleição para diretor, desde que se deu liberdade de escolha para o lider da escola pública a representação está péssima, confesso que tem excelentes profissionais ainda no mercado, mas há uma representação que passa longe da educação. Geralmente candidatam professores que detestam sala de aula, não tem compromisso escolar e ser diretor é menos ruim.
Como são inexperientes em gestão, só se preocupam em não ter reclamação a seu respeito na secretaria e nem pode de maneira alguma deixar a escola sair na imprensa pois assim irá afetar a imagem do estado e da educação e ele ficará "feio" com a comunidade escolar. O problema é o processo diário da escola os diretores acreditam que é normal chegam a dizer que tem escola pior, pois eles não querem tomar providencia nenhuma com o aluno infrator, temendo ser punido pela secretaria de educação e pela família do aluno, não escutam o professor que está próximo da realidade e do aluno desde o inicio do trabalho oferecendo sinal de que ali com aquele menino a escola terá problema... E aiiiiiiii.... se espera o dia que se morre ou se mata e ainda ficam chateados de terem chamado a TV, condenam o professor (colega) por terem chamado a policia e a imprensa , pois se não os chamam o caso é abafado !!
Estamos contentando com migalhas.....